Saturday, November 3, 2012

uma viola, lá lá lá

O piano é muito bonito mas não é nada portátil e isso sempre me arreliou. 
Por outro lado, não percebo nem nunca consegui aprender a tocar cordas. Tentaram-me explicar, faz tudo muito sentido... mas não vai.
Numa esperança de me ocupar e conhecer mais pessoas, em Agosto inscrevi-me na Academia Sibelius, o conservatório de cá, para ser a cobaia de um aluno aspirante a professor. Assim, o rapazinho pode fazer as cadeiras pedagógicas e eu aprendo um instrumento, sem ter de gramar com aulas de solfejos e educação musical. 
Inscrevi-me para 3 dos 4 naipes de cordas da orquestra. O contrabaixo sofre do mesmo mal do piano por isso ficou de fora.
Quem ganhou foi a viola, a prima com catarro de fumador e alcoólica, do violino. Ou seja, é a mesma coisa mas tem uma janela de tons mais graves.  

Dia 1 de Novembro, entrei na Academia para a minha primeira aula de viola. Aprendi a segurar no instrumento (não se toca na caixa, só no braço), a colocá-lo na maneira correcta no meu ombro, a segurar no arco, a dedilhar e como os meus braços devem estar... 

Saí de lá com uma viola debaixo do braço. 
Embora só tenham meu um formulário on-line, passaram-me assim um instrumento para as mãos. Extraordinário!

Se fosse uma boa portuguesa, já tinha vendido aquilo às peças! 

já em casa, fazendo o tpc

1 comment:

Anonymous said...

Tu és uma boa portuguesa,tens è a sorte de sair à mãe!!!