Sunday, July 17, 2011

tree of life

Finalmente fui ver este filme, o vencedor da Palma de Ouro em Cannes deste ano. 
Para quem não viu: * SPOILER ALERT*
Por onde começar... 
Posso já dizer que o trailer é publicidade enganosa! Não é DE TODO uma história horizontal sobre a infância de um rapazinho, no seio de uma família cujo pai era uma besta, passada na década de 60. 
Começa bem... tudo muito sussurrado... (não percebia quase nada do que eles diziam!!! Que irritação!!)... perguntas religiosas, retóricas... hmmm, comecei logo a torcer o nariz...
Continua. Mete uma morte na família, e mais questões esotéricas emergem. De repente, somos inundados com imagens tiradas do cosmos, origin of life - for dummies. What the fuck is this? Comecei logo a dizer mal à vida! Cafagestes, que me enganaram e fizeram-me pagar quase 10€ para ver um filme cujo o público alvo são os red-necks americanos! GGGRRRRR... 
Obviamente que não me ia embora a meio do filme e estava muito curiosa para ver o que raio saía dali. 
Então foi assim: 

* É um filme com uma imagem MARAVILHOSA, planos MAGNÍFICOS, uma fotografia LINDA DE MORRER, em que apenas só a beleza das imagens nos emocionam, nos dão um quentinho cá dentro. 
* A história do rapazinho revoltado e da constante busca pelas respostas que a todos nos assombram... meh.... cliché!
* A presença constante de "deus", da moral e bons costumes, fez-me vomitar um pouco dentro da boca.  
*  Nos créditos, diz que tem o Sean Penn. O Sean Penn aparece em 5% do filme!- What a rip off!
* Falam todos sussurrando! HEY! há pessoas que não percebem as legendas em holandês! SPEAK UP!
* O Brad Pitt quando se quer armar em sério projecta o maxilar para a frente... :P

Se fosse os tomates podres... dava uma classificação de 60%, mais pela imagem. É daqueles filmes subjectivos que, dependente da altura da nossa vida que o vemos, poderá ter mais ou menos importância. Tem potencial de ser um grande filme, mas para mim... it just didn't make it. 

No comments: