Saturday, August 7, 2010

uma noite de verão

Ontem, armei-me em gaja e decidi empinocar-me para ir beber um copo a um get together mensal de gente estrangeira que está em Roterdão. Cansada de vestir casual e de calçar ténis (pois o meu trabalho assim o exige), vesti uma coisinha mais bonita, pintei os olhos, enrolei as pestanas e calcei uns sapatinhos todos giros. A festa era a uns 10 minutos a pé, achei que não me ia acontecer nada. 
Quando lá cheguei, no meu pezinho de princesa já tinha um dedo em carne viva (e não, não estou a exagerar!). E pronto, acabou-se a pose! Com andar deficiente e ar de dor estampado na cara, lá cheguei ao local. 
Já lá tinha estado 2 vezes e das 2 vezes não gostei. Deparei-me com uma sala com música MÁ alta, grupinhos por todo o lado e uma sensação de que estava meio mundo a tentar comer o outro meio... Mas desta vez, como se trata de uma sala no topo de um edifício no centro da cidade com acesso ao roof-terrace, parecia um bom local nem que fosse para se ir beber a bebida de cortesia à borla, ver a paisagem e principalmente apanhar ar e sair de casa. 
Por volta das 20:00, o tempo estava bom, mas a hora da bebida de borla já tinha acabado! DAMN! Trocou-se dinheiro por moedas de plástico, cor-de-rosa shock, dos carrinhos de supermercado e vai um Martinizinho para a esplanada, s.f.f. A minha amiga nova da Turquia foi lá ter connosco e ali se esteve um bom bocado a conversar. Ela é muito fixe, tem um sentido de humor assim para o ácido, como a gente gosta e é engraçado descobrir que temos muito em comum mesmo com culturas e vivências tão diferentes. Ela é do signo da minha mãe e como tal, é uma comunicadora nata (porque a astrologia é uma ciência exacta e é mesmo assim :P), o que é óptimo, pois retira-me um bocado a responsabilidade de manter uma conversa! eheheh Mas também não faz milagres! Situação: um rapaz, que devia estar desesperadamente a tentar arranjar amizades, chegou-se ao pé de nós e, interrompendo a nossa conversa, disse: "Hello". Respondemos delicamente, claro. Ele não disse mais nada... nós também não... ele ali ficou a olhar para nós... eeerrr... e continuámos a conversa que ele interrompeu... E o rapaz foi embora. Pheewww. That was awkward... :S Estão a ver porque sou anti-social?? Para nunca na minha vida ter de me encontrar na situação do rapaz! Foi muito painful! Continuando, lá se encontraram outras pessoas que já conhecíamos, trocaram-me mais umas parvoíces, bebeu-se mais um copinho de vinho tinto espanhol e eram  11 da noite!!  WAW! 
Enrolei um lenço de papel ao dedo do pé estropiado e lá vim, devagar devagarinho, pelo braço, até casa. Ainda estava muito boa temperatura e muita gente na rua. 

Cheguei a casa e calcei os meus chinelos pindéricos... mas eu queria era um destes, fofinhos, bons para atravessar pântanos.

Estou a fazer este post porque de facto foi um evento: eu fui a uma discoteca, conversar com pessoas que mal conheço, e até não foi mau de todo! 
Estão a ver? Estou a evoluir! 
O que virá a seguir? Até estou com medo... :P

1 comment:

Cougar said...

Uma autentica social-girl...!! Gostei dos pensinhos, cas..estrelinhas...lol!!!