Friday, March 26, 2010

noticia atrasada


Quando aconteceu, não me apeteceu escrever. Mas como até gostei do que vi, queria mesmo escrever qualquer coisa, mesmo em diferido.
Todo o mundo já sabe que o Obama-boy conseguiu com que fosse passada a bill do health care lá da zona. Good for them! Mas como não podia deixar de ser, nem toda a malta concorda com este assunto e acha muito mal que exista igualdade no acesso a um serviço tão essencial como a saúde. Idependentemente de todos os países do primeiro mundo terem sistemas de saúde públicos financiados pelo estado, os Republicanos e seus fãs, saudáveis e com dinheiro, acham que não senhor, que é o fim do mundo, que vai levar o país à banca rota, e que o estado vai passar a pagar abortos, etc etc. Durante a votação, o mais divertido canal de tv do mundo apressou-se a anunciar o Armageddon! Já tinha demonstrado o quanto fã eu sou do canal que dá circo em directo, do seu porta-voz evangelizador Bill O'Reilly e a sua nova side-kick, a minha querida amada Sahrita. O tema era sumarento e lançaram-se de imediato no que melhor sabem fazer: dizer asneiras!
Gostei do tom de regozijo com que ele indica os números das sondagens (49% contra- 40% a favor) pensando ele que isso quer dizer alguma coisa, do tom paternal e cara de idiota que ele usa quando coloca as questões que realmente preocupam os americanos sobre esta lei: mais dívida, socialismo (uuuuuhhh, que medo....) e se há médicos suficientes para todos (para todos, ele quis dizer para ele e para os amigos dele). Balbuciou algumas coisas positivas que podiam vir desta lei, mas isso não interessa nada e passou logo para os problemas novamente. E de seguida, entrevistou a Sahrita, que como sempre, me divertiu à brava, quase que larguei umas pinguinhas! (min 1:59) Primeira pergunta: o que é que o pior de tudo e tudo desta lei? (nada tendencioso, hein?) E pronto, ela estendeu ali o lençol: o problema do dinheiro, que são obrigados a comprar algo que se calhar não querem ou não precisam (?), tira-lhes opções e põe o governo entre os médicos e os pacientes. E a cena de coitaditos dos tipos de direita que têm que levar pela garganta abaixo esta lei... podem engasgar-se... não tendo em conta a vontade do povo (amiga, o povo elegeu Obama)... e depois diz alguns disparates! aaaahhh, o meu coração está quentinho! Mas até o Bill concorda comigo, que foi o povo que escolheu o Obama, que a culpa não é da esquerda... é mesmo do povo americano! ehehe, priceless!! E no fim, ela não assume que haja alguma coisa boa a sair desta lei... (também achei piada o Bill ainda se dirigir à Sahrita como Governadora... é para ela se sentir bem? Amigo, não é preciso, porque ego, a ela, não lhe falta!)


Isto foi uma emissão de 1 hora, em directo, enquanto a lei estava a passar... claro que todos os outros "jornalistas" disseram alarvidades, mas como não passa do mesmo, nem sequer me vou chatear a ir buscar vídeos para vos mostrar... 
No fim, quando a lei passou (212/219 por pouco, mas passou), quando um senhor bate com o martelinho, o Bill e a Sahrita gritam em uníssono "FUCK!" e a notícia seguinte é: Défice! Que é para não se ficarem a rir muito tempo!

Como é que esta gente pode ser tão EGOÍSTA quanto a um assunto destes? Cerca de 15% dos americanos (cerca de 46 milhões de pessoas - é muita pessoa!!) não têm acesso a um seguro de saúde, ficam na bancarrota quando algum familiar está doente, aquela  maravilhosa cláusula das "condições pré-existentes" (se tens uma doença crónica e já diagnosticada, ninguém te segura, temos pena) e as seguradoras a encherem a peida! É francamente vergonhoso! E depois vêm mandar areia para os olhos das pessoas, com merdas como o aborto, o défice e particularidades da lei, sem olharem para a big picture, o factor humano e o benefício que poderá trazer a imensas pessoas com maiores dificuldades... O sonho americano já não é para todos! Wake up and smell reality! Selfish bastards! 



 e já cá faltava o deus... ele que te cure, minha amiga! Vaya con diós!

PRICKS!

1 comment:

Claudia said...

Concordo plenamente contigo e com o Obama. Os americanos....são burros! Ok...só alguns (maior parte) e são fanáticos religiosos que têm de chamar Deus para todas as questões! Haja paciência!!!