Friday, March 5, 2010

L'enfer, c'est les autres


Como o senhor Jean-Paul Sartre o sabia!! Anda uma pessoa a viver pacatamente a sua vida para ter que levar com todas as bestas que não sabem viver em sociedade! No trabalho, nos transportes, na rua... eles andem aí... they walk around like regular people... cospem para o chão, vandalizam, falam alto, põem música aos altos berros, não se desviam, não pedem desculpa, cheiram mal e só lhes sai é merda da boca para fora! 

E quando esses animais são os nossos vizinhos?! Aí é que a porca torce o rabo! Termos de levar com eles por todo o lado faz parte do pacote. Mas quando chegamos a casa, gostamos de estar como nos apetecer: ouvir a nossa música, ler, trabalhar, dormir, comer, whatever... EM PAZ! Mas infelizmente, enquanto moradora em  prédios, toda a minha vida tive que gramar com vizinhos. Uns piores que outros, como em tudo... Estes últimos anos acho que têm sido o apogeu de gente merdosa! No Montijo, estava ensandwichada entre 2 famílias com crianças com problemas de comportamento. O de cima, enfim, é uma criança que estava a aprender a andar, derrubava tudo, chorava, berrava... pufff. E o de baixo, o cabrão do MIGUEL, acho que tem mesmo problemas psicológicos! O puto só sabia guinchar! Depois a mãe gritava para ele se calar, o pai gritava com a mãe para eles se calarem, começam a gritar um com o outro, de filho da P*** para baixo.... era uma festa!! São 8:00 de domingo?? O que é que isso interessa? Tal nunca impediu os meus ricos vizinhos, que eu tão carinhosamente os apelidos de "trogloditas", de se pegarem a chamar nomes um ao outro. Classy shit!!

Mudei-me para Lisboa... melhorou? NÃO! Havia uma adolescente que tinha a mania que sabia cantar e tinha de levar com ela a jogar sing star que até me lixava! E havia a merda de um cão, daqueles a pilhas que só sabe ladrar num tonzinho muito agudo, e então era escada-acima escada-abaixo com a merda do cãozinho e os vizinhos e a familia, que pareciam elefantes ao pulos. Além de que, este casal era outro cheio de classe... berros e discussões era o que não faltava. 

Mudei-me para Roterdão... melhorou? um bocado... Os vizinhos de baixo não fazem ponta de barulho mas são muito sensíveiszinhos... Os da frente, mudaram-se para fora daqui a semana passada... As 2 vezes que dei por eles foi quando eles fizeram festas... Músicas tungs-tungs até às 2-3 da manhã, iam para a varanda conversar... Nerve-wrecking!!! Só sei é que, se eles não se tivessem ido embora, na próxima festa que houvesse eu iria ter uma coisa destas em casa:

Pois parece que esta gente aqui é quase tão pouco civilizada como em Portugal! :P Então, a câmara de Roterdão anda a   oferecer este gizmo às pessoas que são vítimas de poluição sonora por parte dos vizinhos numa campanha contra o "Neighbourhood terror". Bem, não é este aparelho per si... é algo semelhante, que mede e regista os níveis de decibéis. Segundo a notícia:
"The noise-o-meter offers an objective measure of the sound, which gives us a stronger legal case in case of an eviction request, said city executive Hamit Karakus about the new weapon”.

Já viram bem?!?!?!? EVICTION! :P Ok ok, é em último recurso... Mas dá para uma pessoa sonhar... enquanto não consegue dormir porque as bestas do lado/cima/baixo estão a ouvir música aos altos berros/discutir/cantar/o cão a ganir, podemos sempre pensar: estou a gravar esta merda.... e daqui a uns tempinhos...acabou... uffff...

Estou desejosa de comprar uma casa-casa, sem vizinhos, com um jardim... :D

2 comments:

Nuno Santana said...

gostei principalmente desta parte Os vizinhos de baixo não fazem ponta de barulho mas são muito sensíveiszinhos...
ROFL

tsf said...

não estás bem a ver... um caganito de musica e ja vêm bater à porta...