Tuesday, February 16, 2010

a origem

"Que título estúpido para o blogue da Tânia que está em Roterdão" pensam os incautos leitores desta coisa. Pois é, um bocado.
Juro de me debrucei uns quantos minutos sobre o tema... Tentei uns quantos títulos que não queriam dizer muita coisa e que até nem estavam atribuídos, outros já estavam, outros não gostava assim tanto... E calhou cócó! Pouco original, no sentido em que tem o meu nome e o local onde me encontro. Duh! Quando sair daqui, talvez tenha de o mudar. Ou talvez não. Porque para além de ser um retrato da minha realidade nesta janela temporal, também é um trocadalho do carilho com uma música do Chico Buarque (ah, desta não estavam à espera!). Chama-se "Ana de Amsterdam". Não sou fã ferrenha da música dele e dos seus contemporâneos, gosto como gosto de qualquer boa música, com boas letras (ele tem a mais valia de ter uma voz muito sexy e uns olhinhos de Bambi que torna a experiência de ouvir música brasileira muito mais tolerável). Essa música é sobre uma rapariga, que se chama Ana, que atravessa o oceano (pelo que deduzo que a tipa era brasileira :P) e vem para Amsterdão, tentar a sorte da única maneira que ela sabe.
No entanto, não me chamo Ana, nem fui para Amsterdão, não atravessei nenhum oceano nem me fui prostituir.

Podia dissecar a letra da música, dizer que eu e ela (e a Linda de Suza) deixámos tudo para trás e partimos à procura de uma nova vida, de um outro futuro blá blá blá... mas isso é óbvio.

Se formos falar com a Ana e a Linda, elas hoje estão muito bem na vida.

Tive a ver os preços de viagens para PT... tá tudo muito caro. Não estou a ver quando é que porei lá os pés.

No comments: